MODELO PARA ELABORAÇÃO E FORMATAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

REVISTA ARTE,  CIÊNCIA E TECNOLOGIA - FACULDADE CET

 

MODELO SUGESTIVO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

 

SOBRENOME1, Nome1 1

SOBRENOME2, Nome2 2

 

1Graduando do Curso de XXXXX da YYYYYYY, mail1@email.com;

2Mestre em XXXXX do Centro Universitário CCCC, mail2@email.com

 

RESUMO

 

Este documento apresenta o modelo sugestivo de formatação para artigos científicos da revista científica - Faculdade CET. O resumo é elemento obrigatório constituído de uma sequência de frases objetivas e não uma enumeração de tópicos, no mesmo idioma do trabalho, não se deve ultrapassar a 250 palavras, sintetizando o tema em questão, objetivo do estudo, a metodologia e as considerações finais a que se chegou. Deve-se evitar frases longas e não se recorre a citações ou uso de qualquer tipo de ilustração (gráfico, tabela, fórmulas). Esse resumo deve ficar na primeira página em Fonte Arial 12, espaçamento simples (1,0). Para as palavras-chave recomendamos um parágrafo único com 3 (três) a 5 (cinco) palavras separadas por ponto-e-vírgula, com a primeira letra de cada palavra em maiúsculo e finalizadas por ponto, conforme o texto.

 

Palavras-chave: Artigo Científico; Metodologia; Normas.

 

 

 

ABSTRACT

The summary is mandatory element consists of a sequence of sentences and not an objective list of topics in the language of work, not to exceed 250 words, summarizing the topic, purpose of the study, the methodology and final considerations was reached. You should avoid long sentences and are not used to quote or use any type of illustration (chart, table, formulas). This summary should be on the first page in Arial 12, single space (1.0). For keywords recommend a single paragraph three (3) to five (5) words separated by a semicolon, with the first letter of each word capitalized and finalized by point, as shown below.

 

Keywords: Scientific Article, Methodology, Standards.

 

 

 

INTRODUÇÃO

 

Este documento está escrito de acordo com o modelo indicado para o artigo, assim, serve de referência, ao mesmo tempo em que comenta os diversos aspectos da formatação. Observe as instruções e formate seu artigo de acordo com este padrão. A redação do artigo deve considerar o público ao qual se destina. A linguagem será gramaticalmente correta, precisa, coesa, coerente e, preferencialmente, em terceira pessoa ou utilizando a impessoalização textual

O artigo completo deve ter de 10 a 20 páginas. As margens devem ser: superior e esquerda 3,0 cm; inferior e direita 2,0 cm. Todas as páginas do documento devem ser numeradas no canto superior direito. O tamanho de página deve ser A4. O tipo de fonte para o texto deve ser Arial, tamanho 12. O Título do Artigo deve estar centralizado, tamanho 14 em negrito, com letras maiúsculas e não ultrapassar três linhas.

Os nomes dos autores: alinhar a direita, com fonte Arial, tamanho 10, espaçamento simples, com o último sobrenome em caixa alta, separado por vígula, o restante do nome por extenso com 1ª letra primeira letra de cada nome em maiúsculo. As demais informações: Curso, Período, Turma, seguido do e-mail do autor separado por hífen, devem vir em nota de rodapé devidamente numeradas. Nas linhas seguintes, deve-se repetir o mesmo procedimento para o outro autor e o professor orientador. Portanto, pode ser de autoria de um ou de mais autores.

            Títulos das sessões: os títulos das sessões do trabalho devem ser posicionados à esquerda, em negrito. Deve-se utilizar texto com fonte Arial, tamanho 12, em negrito, em maiúsculo. Não colocar ponto final nos títulos.

A numeração de página deve ser considerada a partir da primeira página (página do Resumo), porem deve ser inserida a partir da 2ª página, na parte superior à direita, em Arial 12.

Os elementos pré-textuais obrigatórios do artigo são: Título em português e inglês, Autoria, professor orientador, resumo em português e inglês, palavras-chave em português e inglês e nota de rodapé.

Na introdução, deve-se apresentar o tema do artigo e a problemática em que se insere e desenvolver os objetivos que se pretende atingir.

 

 

MATERIAL E MÉTODOS

 

Por se tratar de um modelo que pretende atender a todas as áreas, os elementos: Métodos ou Casuística e Métodos (pesquisa com seres humanos), e outros são títulos opcionais cabendo aos autores julgarem sua relevância no artigo em tópicos específicos.

Nesta parte do trabalho são realizadas descrições dos passos dados e dos procedimentos/recursos que foram utilizados no desenvolvimento da pesquisa. Assim, devem ser mostrados, de forma detalhada, os instrumentos, procedimentos e ferramentas dos caminhos para se atingir o objetivo da pesquisa, definindo ainda o tipo de pesquisa, a população (universo da pesquisa), a amostragem (parte da população ou do universo, selecionada de acordo com uma regra), os instrumentos de coleta de dados e a forma como os dados foram tabulados e analisados. Todos os tipos de pesquisa devem apresentar material e métodos.

Nesta seção descrevem-se, com verbo no tempo passado, as etapas de definição de termos e de variáveis; a delimitação do universo estudado (população e amostra); a técnica usada na busca da solução ou na coleta de dados; as limitações da pesquisa produzida; o tipo de pesquisa desenvolvida (qualitativa ou quantitativa ou quali-quantitativa); instrumentos, procedimentos e local.

 

DESENVOLVIMENTO

 

            No desenvolvimento e em seus subitens, discorre-se sobre a questão envolvida no tema, recorrendo às referências teóricas levantadas durante a pesquisa. Este é o “corpo” principal do artigo. Trata do assunto ou problema que se está abordando principalmente através de citações indiretas, de forma abrangente e objetiva, embora de extensão relativamente pequena.  É utilizado em revisões de literatura.

 

 

Citação

 

É a menção, no texto, de uma informação obtida de outra fonte. Pode ser uma transcrição ou paráfrase, direta ou indireta, de fonte escrita ou oral.

Este tópico tem como base a norma da ABNT NBR 10520:2002 – Citações em documentos, devendo ser consultada nos casos omissos neste Manual.

As citações podem figurar incluídas no texto, em nota de rodapé ou remetendo às referências no final do texto.

As citações podem ser representadas pelos sistemas numéricos ou autor-data, devendo, o sistema escolhido, ser mantido ao longo de todo o trabalho.

Importante: Para trabalhos acadêmicos a União Social Camiliana adota o sistema autor-data.

 

 

Citação: sistema AUTOR-DATA

 

Neste sistema as citações devem incluir o autor e a data do documento referenciado. No caso da indicação de autoria aparecer no decorrer do texto, apenas a inicial do nome deve aparecer em maiúscula, e quando a citação se apresentar entre parênteses, todas as letras do nome devem ser maiúsculas.

Exemplos: Segundo Xavier (2004, p. 243), o aquecimento global está só começando.

                     O aquecimento global está só começando (XAVIER, 2004, p. 243).

 

Importante: A entrada da citação deve ser idêntica à entrada estabelecida para a referência bibliográfica do referido documento.

 

Citação direta ou textual

É a transcrição fiel de grafia, redação e pontuação do documento consultado.

Neste caso é obrigatória a indicação da página consultada. 

 

Citação direta até 3 linhas

É inserida no texto, em fonte normal (Arial 12) e entre aspas.

 

Exemplo:

“[...] a técnica é a maneira mais adequada  de se vencer as etapas indicadas pelo método. Por isso diz-se que o método equivale à estratégia, enquanto a técnica equivale à tática [...].” (GALIANO, 1986, p. 14).

 

Citação direta com mais de 3 linhas

A citação direta com mais de 3 linhas deve ser destacada do texto, recuada a 4cm da margem esquerda, digitada em fonte Arial 11, sem aspas e com espaçamento simples entre as linhas.

Exemplo:

A eliminação da gema apical aos 50 dias de emergência das plantas não afeta a produtividade da cultura, porém, em um ano com irregularidade de chuvas, pode aumentar a precocidade e, independentemente das condições do cultivo, reduz a altura das plantas. (BELTRÃO, 1990, p. 52). 

 

 

RESULTADOS E DISCUSSÃO

 

         Em pesquisas com levantamento de dados ou experimentais que utilizam entrevistas, prontuários, avaliações de pessoas ou animais é necessário inserir os principais resultados obtidos com o desenvolvimento da pesquisa. Poderão ser inseridas figuras e tabelas. É importante destacar que em pesquisas de revisão sistemática da literatura, o trabalho pode também ser apresentado com resultados e discussão.

         Esta seção é destinada a apresentar os resultados obtidos após o desenvolvimento do método, utilizando tabelas, gráficos, figuras, fotografias e esquemas, de forma direta e objetiva, sucinta e clara, destacando sua significância e relevância. Tabelas, gráfico e figura devem ser explicadas com o verbo no tempo passado e na forma impessoal.

 

Dados

Os dados ilustrativos e complementares ao texto do trabalho podem ser apresentados de diversas formas, ou seja, tabelas, gráficos, figuras, quadros, etc., e

devem aparecer próximos ao texto em que foram citados pela primeira vez.

A fonte a ser utilizada na identificação  e corpo desses elementos é Arial 10, tendo sua identificação numérica e título em negrito.

Independente da forma de apresentação  (tabelas, gráficos, figuras, quadros, etc.), a fonte de origem dos dados deve ser citada abaixo do título (veja exemplos abaixo).            Quando a fonte for o próprio autor do  trabalho deve ser indicada conforme exemplo abaixo:

 

 

 

Fonte: O Autor (2012).

 

Tabelas

Forma não discursiva de apresentar informações, das quais o dado numérico se destaca como informação central (IBGE, 1993).

 

Estrutura da Tabela

Não devem exceder as margens estabelecidas para a apresentação do trabalho, ocupando, preferencialmente, apenas uma folha.

 

A tabela é composta por:

Número indicativo – Título – Data (colocados na parte superior da tabela, em negrito)

Cabeçalho (indica o conteúdo de cada coluna)

Coluna (espaço vertical da tabela)

Linha (espaço horizontal da tabela)

Traço (elemento separador entre espaços da tabela)

Fonte (indicação do responsável físico ou jurídico pelos dados da tabela)

Nota (texto esclarecedor do conteúdo de parte ou do todo da tabela)

As tabelas não são fechadas lateralmente e também não tem divisão entre linhas e colunas.

 

Exemplo:

    Fonte: (IBGE, 1981)

 

 

Gráficos

Adotados como forma gráfica de apresentação de tendências e evolução dos

fenômenos abordados.

Número Indicativo e título são apresentados na parte superior, em negrito.

 

Exemplo:

Fonte: (TABNET/PRO-AIM, 2005)

 

 

Figuras

Ilustrações distintas de tabelas, gráficos e quadros, cuja formatação é livre face sua diversidade, salvo em relação ao número indicativo e título, que devem ser colocados na parte inferior da ilustração, em negrito.

 

 

Exemplo:

Fonte: (AZEVEDO et al., 2004)

 

Quadros

Elemento cujo objetivo é o de simplificar o entendimento do texto; não contém dados estatísticos e as informações aparecem em forma textual.

Número Indicativo e Título são apresentados na parte inferior, em negrito.

 

Exemplo:

Fonte: (SÃO PAULO, 2000)

 

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

            Esta parte do trabalho pretende apresentar as principais conclusões, destacando o progresso e as aplicações que a pesquisa propicia.

            A escrita das considerações finais deve expressar a relação entre os objetivos do trabalho e os resultados encontrados. Pode ser iniciada com o que foi aprendido. Deve ser exposto de forma muito resumida e pontual as idéias principais e as contribuições que o trabalho proporcionou para a área de estudos.

A resposta ao problema proposto é apresentada na parte final do artigo, que é a conclusão. Aqui se deve apresentar uma síntese do que foi tratado no documento. Para uma boa conclusão, é sugerido que ela possua essência, seja breve (firme e convincente) e que defina o ponto de vista do autor. Outro aspecto importante para a conclusão é que nela se abram perspectivas para novos trabalhos.

 

 

REFERÊNCIAS

 

Referência bibliográfica é o conjunto de elementos que permitem a identificação de documentos no todo ou em parte, utilizados como fonte de consulta e citados nos trabalhos elaborados.

As referências bibliográficas devem ser alinhadas à esquerda e digitadas utilizando-se espaço simples entre suas linhas. Entre uma referência e outra deve-se adotar espaço duplo. 

A ordem de apresentação das referências é alfabética de acordo com a entrada estabelecida, ou seja, sobrenome do autor, ou na falta desse, título do documento. As referências em formato eletrônico ou de  “sites” devem fazer parte da mesma ordem alfabética.

Todas as regras estabelecidas neste item seguem o preconizado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) NBR 6023/2002. Devem ser alinhadas às margens esquerda e direita, digitadas em espaço simples sem separação entre si.

 

 

1.    LIVRO NO TODO

SOBRENOME, PRENOME abreviado. Título: subtítulo (se houver). Edição (se houver). Local de publicação: Editora, data de publicação da obra. Volume. (Coleção ou série)

Exemplos

AZEVEDO, M. A.; GUERRA, V. N. A. Mania de bater: a punição corporal doméstica de crianças e adolescentes no Brasil. São Paulo: Iglu, 2001.

COSTA, V. L. C. Gestão educacional e descentralização. Novos padrões. 2. Ed. São Paulo: Cortez, 1997.

 

2.    CAPÍTULO DE LIVRO

SOBRENOME, PRENOME abreviado do autor do capítulo. Título: subtítulo (se houver) do capítulo. In: AUTOR DO LIVRO (tipo de participação do autor na obra, Org(s), Ed(s) etc. se houver). Título do livro: subtítulo do livro  (se houver). Local de publicação: Editora, data de publicação. paginação referente ao capítulo.

Exemplos

BANKS-LEITE, L. As questões lingüísticas na obra de Piaget: apontamentos para uma reflexão crítica. In: ________. (Org.). Percursos piagetianos. São Paulo: Cortez, 1997. p. 207-223.

GRIZE, J. B. Psicologia genética e lógica. In: BANKS-LEITE, L. (Org.). Percursos piagetianos. São Paulo: Cortez, 1997. p. 63-76.

Obs.: O destaque é para o título do livro e não para o título do capítulo. Quando se referenciam várias obras do mesmo autor, substitui-se o nome do autor por um traço equivalente a seis espaços.

 

3.    DISSERTAÇÃO OU TESE

SOBRENOME, PRENOME abreviado. Título: subtítulo (se houver). Data de defesa. Total de folhas. Tese (Doutorado) ou Dissertação (Mestrado) - Instituição onde a Tese ou Dissertação foi defendida. Local e data de   defesa. Descrição física do suporte

Exemplo

FANTUCCI, I. Contribuição do alerta, da atenção, da intenção e da expectativa temporal para o desempenho de humanos em tarefas de tempo de reação. 2001. 130 f. Tese (Doutorado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo. 2001.

 

4.    DOCUMENTO PUBLICADO NA INTERNET

AUTOR(ES). Título: subtítulo (se houver) Disponível em:<endereço da URL>. Data de acesso

Exemplos

Manual:

FACULDADE DE AGRONOMIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Manual de referências bibliográficas. Disponível em: <http://www.ufrgs.br/agronomia/manualcap1.htm.> Acesso em: 20 ago. 2002.

 

Artigo:

FREITAS, D. N. T. A gestão educacional na interseção das políticas federal e municipal. Disponível em: <http://www.ceud.ufms.br/grm/Geipfm.rtf.> Acesso em 06 mar. 2004.

 

Artigo de periódico:

VIEIRA JUNIOR, M.; OLIVIERA, J.F.G.; COELHO, R.T.  Dureza de rebolos: conceitos estatísticos e dinâmicos e métodos de medição.  Máquinas e metais, São Paulo, v.30, n.351, p.168-185, abr. 1996. Disponível em:<fttp://www.maqemet.com.br/abr>.  Acesso em: 16 jan. 2004.

 

Notícia:

SILVA, I.G.  Pena de morte para o nascituro.  O Estado de São Paulo, São Paulo, 19 set. 1997.  Caderno 1, p.3. Disponível em:<http://www.estado.com.br/19970919>.  Acesso em 20 fev. 2004.

 

Evento:

VALERI, S.G. et al.  Análise da implementação de um “Gate system” em uma indústria fornecedora do setor automotivo.  In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GESTÃO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO, 2., 2000, São Carlos.  Anais...  São Carlos: UFSCar, 2000.  p.50-58. Disponível em:<http://www.cbgdp.com.br/124576/5>.  Acesso em: 21 jan. 2004.

Tese em documento eletrônico:

LIMA, R.S. Expansão urbana e acessibilidade o caso das cidades médias brasileiras.  1998.  81p.  Dissertação (Mestrado em Transporte) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 1998.  Disponível em:<http://www.teses.usp.Br//18/8137/tde-25062002-155026>.  Acesso em 29 out. 2004.

 

5.    DOCUMENTOS DE ACESSO EXCLUSIVO EM MEIO ELETRÔNICO[1]

AUTOR(ES). Título do serviço ou produto, versão(se houver) e descrição física do meio eletrônico.

Exemplos:

MICROSOFT. Project for Windows 95: Project planning software. Version 4.1: Microsoft Corporation, 1995. 1 CD-ROM.

BIONLINE Discussion List. Lista mantida pela Base de Dados Tropical, BDT no Brasil. Disponível em: lisserv@bdt.org.br. Acesso em 25 nov. 1998.

ALMEIDA, M.P.S. Fichas para MARC [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por mtmendes@uol.com.br em 12 jan. 2002.

 

6.    DICIONÁRIO

SOBRENOME, PRENOME abreviado Título do dicionário: subtítulo (se houver). Edição (se houver). Local de publicação: Editora, data de publicação.

Exemplo

FERREIRA, A. B. H. Aurélio século XXI: o dicionário da Língua Portuguesa. 3. ed. rev. e ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

 

7.    FOLHETO 

SOBRENOME, PRENOME abreviado. Título do folheto: subtítulo (se houver). Edição (se houver). Local de publicação, data de publicação.

Exemplo

IBICT. Manual de normas de editoração do IBICT. 2. ed. Brasília, DF, 1993.

 

8.    MANUAL

SOBRENOME, PRENOME abreviado do autor do manual. Título do manual: subtítulo (se houver). Tradutor (se houver).  Local de publicação: Editora, data de publicação, total de páginas.

Exemplo

AMERICAN PSYCHOLOGICAL ASSOCIATION. Manual de publicação da American Psychological Association. Tradução de Daniel Bueno. Porto Alegre: ARTMED, 2002.

 

9.    ARTIGO DE PERIÓDICO

SOBRENOME, PRENOME abreviado; SOBRENOME, PRENOME abreviado.  Título: subtítulo (se houver). Nome do periódico, Local de publicação, volume, número ou fascículo, paginação, data de publicação do periódico.

Exemplos

SILVA, V. A.; ANDRADE, L. H. C. Etinobotânica Xucuru: espécies místicas. Biotemas, Florianópolis, v. 15, n. 1, p. 45-57, 2002.

SANTEIRO, T. V. Criatividade em psicanálise: produção científica internacional (1996-1998). In Psicologia: Teoria e Prática, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 43-59, jul./dez. 2000.

 

10.  ARTIGO DE JORNAL

SOBRENOME, PRENOME abreviado; Título: subtítulo (se houver). Nome do periódico, Local de publicação, data de publicação do periódico, volume, número ou fascículo, paginação.

Exemplo

SILVA, I.G. Pena de morte para o nascituro.  O Estado de São Paulo, São Paulo, 19 set. 1997.  Caderno 1, p.3.